Os 4 Grande Atributos dos Produtos de Software

O tópico de hoje aborda os quatro principais atributos que todos os produtos de software devem possuir. Sem tais atributos, não podemos afirmar que o software seja de qualidade.
Estamos falando de Facilidade de Manutenção (Manutenibilidade), Confiança, Eficiência e Usabilidade. Segue abaixo o conceito de cada um dos atributos segundo o estudioso Ian Sommerville:
– Manutenibilidade: O software deve ser escrito de modo que possa evoluir para atender às necessidades de mudança dos clientes. É um atributo fundamental, pois a mudança de software é uma consequência inevitável de um ambiente de negócios em constante mutação;
– Confiança: O nível de confiança de um software tem uma série de características, incluindo confiabilidade, proteção e segurança. Um software confiável não deve causar danos físicos ou econômicos no caso de falha no sistema.
– Eficiência: O software não deve disperdiçar os recursos do sistema, como memória e ciclos do processador. Portanto, a eficiência inclui tempo de resposta, tempo de processamento, utilização de memória e etc;
– Usabilidade: O software deve ser usável, sem esforço excessivo, pelo tipo de usuário para o qual ele foi projetado. Isso significa que ele deve apresentar uma interface com o usuário e documentação adequadas.
Complementando com algumas outras características, sugiro também a Portabilidade, Rastreabilidade, Facilidade de Integração a Outros Sistemas e Aderência às Necessidades de Negócio (muito importante!). E vocês, podem sugerir mais alguns?
Um grande abraço a todos e até o próximo post! 😉
.
Os 4 Grande Atributos dos Produtos de Software

2 thoughts on “Os 4 Grande Atributos dos Produtos de Software

  • 22 de março de 2010 at 17:01
    Permalink

    Não sei exatemante como isso se chama, mas os sistemas de hj em dia ainda são mto complicados de se atualizar. Teoricamente todo e qualquer usuário deveria conseguir atualizar.

  • 26 de março de 2010 at 03:15
    Permalink

    Olá Giordano! Interessantíssimo o seu comentário!

    Concordo com você, muitos dos softwares que rodam em desktops realmente não foram feitos com essa preocupação, com exceção dos mais caros e sofisticados.

    Esse atributo de que você comenta, a Facilidade de Atualização, se torna cada vez mais importante, já que a agildade com que um software muda para atender às pessoas e os negócios do nosso cenário globalizado é cada vez mais alta e, nós como usuários, não deveriamos ter a preocupação de ficarmos verificando atualizações no site do fabricante!

    Todo e qualquer software deveria mesmo ser auto-atualizável, mediante, claro, a uma aprovação do usuário.

    Um grande abraço e obrigado pelo comentário!

    🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.